Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Chorei no meio do trânsito

"Era uma Quarta-feira como outra qualquer, saí do trabalho as 19h, cansada do dia puxado, peguei meu carro e fui rumo ao centro de Campinas para a minha aula de Ballet. No caminho, coloquei uma musica alta (Jorge e Mateus...ahahha... incrivelmente, sou apaixonada por sertanejo..rs..) e fui tentando buscar energia para "mudar a chave" de fisioterapeuta hospitalar para a bailarina linda, leve e expressiva. No meio do caminho peguei um trânsito considerável, neste momento meu primeiro pensamento foi: "Não vou chegar a tempo!". Passei a ser vítima da situação e pensamentos como ..."vou chegar super atrasada, talvez não tenha tempo nem para fazer um coque decente... melhor não ir"... passaram a tomar conta da minha mente. A cada meio metro que andava, um novo pensamento destrutivo: "Não dá certo fazer ballet depois de adulta.. eu não tenho mais tempo para isto". A música passou a me irritar, desliguei o rádio, comecei a olhar para os lados e sim... comecei a chorar sozinha dentro do carro no meio do trânsito da Moraes Salles (Campinas - SP). Lamentei ter virado adulta, lamentei ter conhecido o ballet, me tornei a vítima da vítima daquele problema externo (trânsito). Decidi ir para casa e virei na primeira travessa que tive acesso, e de repente, me lembrei de um outro caminho que poderia fazer para chegar na aula de Ballet. Mas me sentia tão para baixo, tão desmotivada que estava decidida a desistir. Foi então que eu parei e pensei... "O que estou fazendo comigo? Acabei de ser presenteada por Deus com alguns minutos de pausa no transito para me reconectar com a bailarina sensível que existe dentro de mim e estou simplesmente vendo as coisas pelo pior lado!". Foi uma mistura de pensamentos que cheguei ao Ballet nem sei como...kkkkk... quando vi estava lá na frente da escola. Corri e cheguei a tempo de pegar o aquecimento. Tive uma aula deliciosa que renovou minhas energias. Voltei para casa leve, feliz e com a certeza de que não importa o que aconteça no caminho.. eu não vou desistir!" (Isto aconteceu em 2010)

 

Esta história ficou muito marcada pois com o tempo eu fui entendendo que muitas vezes temos um problema externo (transito) que revela um, ou mais, problemas internos (cansaço) e acabamos nos colocando como vítima da situação, do problema externo.

 

Isto sempre irá acontecer, problemas externos na vida adulta é o que mais teremos sempre. Mas o que acontece se mudarmos o nosso Mindset nestas situações?... O que acontece se olharmos com outros olhos, por outro ângulo?

 

Poderia fazer uma lista gigantesca de problemas que irão surgir na sua jornada de Ballet Adulto, alias, falo bastante sobre isto no E-book Gratuito: Ballet Adulto - Por onde Começar (para baixar basta clicar no link ao final da pagina).

Mas minha intenção é apenas compartilhar contigo uma história que me ensinou a pelo menos tentar, não é sempre que eu consigo..rs..., mas sempre tento ver as coisas com outros olhos e entender o porque de um problema externo me incomodar ao ponto de mudar minha decisão e até o meu "rumo" literalmente.

 

Pense nisto! Quantas vezes isto acontece com você em seu dia?...ahahahha.... Deixe seu Mindset para esta situação aqui em baixo, com certeza a sua historia, o seu ponto de vista pode ajudar alguém a não desistir hoje! Pelo menos por hoje!

 

E se desejar baixar o E-book Gratuito, basta acessar o link abaixo.

 

Baixar E-book! 

 

Um enorme bj

e Bom Mindset para vc bailarina! 💓

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags