Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Como montar uma aula de Ballet Adulto

 

Quando o assunto é elaborar uma boa aula, antes de qualquer coisa devemos pensar para quem ela será direcionada, e para entender isso melhor vamos imaginar professoras de Ballet como cozinheiras, isto é, ao invés de preparar uma aula, preparará um prato. 

 

Quando você for convidada a dar aula a primeira coisa a se pensar é "para que tipo de restaurante eu estou indo?", ou seja, "que tipo de escola eu estou indo?". Por exemplo, você pode ir dar uma aula em uma escola que já segue um método, e levando para o lado da cozinheira: está indo preparar um prato em uma churrascaria, onde todas as pessoas que frequentam estão acostumadas a comerem carne, assim como você pode estar indo preparar um prato em um restaurante que seja vegetariano, onde as pessoas não comem carne, e é exatamente nisso que se deve prestar atenção. É necessário pensar "essa escola que estou indo dar aula trabalha com um método próprio? Ou ela trabalha com um método Royal, Vaganova ou qualquer outro método já existente?", caso seja um método próprio da escola você precisa saber se ela quer que você dê a aula conforme ele e precisa entender como ele funciona para saber se no cardápio tem carne ou se só tem salada. Caso isso não for feito, você corre o risco de chegar em uma escola que trabalha com Royal, por exemplo, e dar uma aula com exercícios muito mais desenvolvidos, mais difíceis do que o nível do método que aquela turma está seguindo. Por isso, é importante você saber o que está sendo ofertado nessa escola, para saber qual o nível de aula que será preparado.

 

Após essa análise você pode falar "eu estou indo dar aula em uma escola que trabalha com Royal, mas tenho meu método próprio e é ele que vou aplicar". Nesse momento, outra reflexão precisa ser feita, que é com relação a quem a aula será ministrada, pois você já sabe que a escola trabalha com um método baseado em protocolos e que existem graus de dificuldade quanto aos exercícios em que determinados graus não fazem determinados passos e outros sim. Sendo assim, você terá que entender em que grau aquela turma está para saber o que é que pode ser dado na aula e o que seria novidade demais para as alunas, ou seja, o que não é esperado. Por isso, vale a pena conversar com o dono do restaurante, isto é, com a dona da escola ou com quem te convidou para dar essa aula, para você ficar ciente de como eles trabalham e o que esperam de você. 

 

 

Essas dicas são voltadas para quem irá dar aula em uma escola que a convidou, mas também há aquelas professoras que estão preocupadas em dar uma boa aula para suas alunas, na própria escola e quer dicas. Caso a escola seja de outra pessoa, não seja sua, converse com a dona para saber como ela trabalha ali, qual é o método que os outros professores também utilizam ou se existe um método próprio da escola.

 

A partir do momento que você já sabe se vai cozinhar carne, ou peixe, ou frango ou salada, fica muito mais fácil para falar sobre como elaborar uma boa aula. Partiremos para a análise sobre qual nível essa turma está, se é uma turma iniciante, intermediária, avançada, profissionais e assim, a aula será elaborada com base nas pessoas que receberão a oferta do prato. Depois disso, quando entramos mais a fundo no assunto de como elaborar uma boa aula, entende-se que a boa aula está relacionada à satisfação de todo mundo que está em volta, ou seja, o dono da escola tem que estar feliz, os alunos e você tem que estar feliz, pois não adianta nada dar uma aula toda moldada que não é o que você acredita e consequentemente, você sair infeliz dali. 

 

Quando você começar a montar seu plano de aula, pensará no que dará na fase de aquecimento na barra, conforme o método trabalhado e a sua preferência, e assim por diante. Porém, quando chegar no centro, o perigo estará lá, porque muitos professores não correlacionam o centro com a barra e isso é um crime contra a aula, contra o Ballet, contra o aluno e contra você mesmo. Mas este assunto fica para um próximo artigo, no qual falaremos sobre como melhorar o nosso desempenho nas aulas.

 

Depois de realizar as sequências no centro, na diagonal, paralelo, enfim, é fundamental ter reverência caso a turma for adulta, principalmente se você for professor convidado, pois isso faz com que os alunos consigam sentir o movimento, realmente dançar. 

 

Essa foi uma pincelada sobre como dar uma boa aula, levando mais em consideração entre as pessoas envolvidas, pois é o mais importante. Colocando todas essas dicas em prática nas suas aulas, com certeza será um bom começo para desenvolvê-la de maneira satisfatória.

 

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "Roupas para aula de Ballet Adulto" clicando na imagem.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags