Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Ballet Adulto: Como mais auto-confiante

 

Quando começamos ou voltamos a fazer Ballet depois de adulto, já chegamos carregando uma carga de tabus e mitos sobre a questão de fazer Ballet nessa idade, e por isso começamos a fazer aula acreditando que não somos capazes de executar determinado passo, de participar de uma apresentação, enfim, começamos a questionar demais as nossas capacidades e aptidões.

 

A partir do momento que passamos a desacreditar de nós mesmos, fica complicado, pois já temos um mundo inteiro para questionar sobre o que somos capazes e o que não e é pior quando nós mesmos começamos a nos apontar o dedo, dizendo que não conseguimos, e para confiarmos mais em nós, a primeira coisa necessária é vencermos os nossos próprios dedos nos apontando. Portanto, neste artigo, você encontrará três ferramentas para vencê-los. 

 

A primeira coisa que precisamos é entender que isso é natural, que acontece com a maioria das pessoas (exceto aquelas que tem uma auto-estima altíssima, fora do comum), e acontece porque colocamos uma grande expectativa em nós mesmos, esperamos muitas coisas e também acabamos duvidando muito de nós. Então, devemos nos libertar dessas expectativas, sabemos que queremos executar bem as coisas, mas precisamos ter calma antes de criar aquele castelo cor de rosa em cima daquele objetivo que está sendo almejado.

 

Existe uma técnica para os momentos que estamos desejando algo que achamos que não seremos capazes de fazer, que funciona assim: quando o seu próprio dedo apontar dizendo que você não vai conseguir, você deve buscar na sua memória tudo aquilo que você achava que era impossível, e conseguiu fazer. Com certeza você irá lembrar de coisas, e assim, irá anotar tudo num papel, independente se for relacionadas ao Ballet ou não, coisas grandes ou pequenas, pois só você sabe o quão difícil foi. De tudo o que foi anotado, você irá escolher três principais conquistas e após ter feito isso você irá usar um amuleto relacionado a essas conquistas, para toda vez que você se sentir incapaz, simplesmente olhará para ele e automaticamente pensará "se eu consegui fazer isso, conseguirei fazer qualquer outra coisa". Esse amuleto, que pode ser um anelzinho, um brinco, uma gargantilha, não será só para o Ballet, será para a vida! Não é nada de mandinga ou algo do tipo, é só uma maneira do nosso cérebro funcionar, fazendo com que sua confiança seja fortalecida e você não fique mais falando para si mesma que não vai conseguir fazer as coisas. Essa foi a primeira dica.

 

 

A segunda maneira de trabalhar essa questão de auto-confiança é valorizando mais os nossos acertos, pois valorizamos muito os nossos erros. É do ser humano ser cruel consigo mesmo, exigente demais a um ponto de colocar os próprios erros em um altar e descartar os acertos. Então, a cada aula de Ballet que você ver que fez o que foi pedido da maneira correta e ouvir o seu professor te incentivando, dizendo "muito bem!", repita a fala para você mesma. Isso é uma maneira de mostrar para o seu cérebro que você também acerta e acabar com essa história de mostrar o tempo todo, apenas o que erra. Fazendo isso o nosso cérebro vai querer acertar mais e assim, fazer com que o nosso corpo acerte para receber os nossos "parabéns". Esse é o segundo truque para acreditar e confiar mais em si, valorizando os acertos.

 

O terceiro ponto é que precisamos aprender, como adultas, a acolher os nossos erros, tanto os de apresentações, como os de aula. Não é um processo fácil, mas existe uma maneira fantástica, na qual, no momento do erro você imagina você criança e você adulta. Você criança estará falando que errou e a adulta, mais experiente dirá "ok, está tudo bem, só presta atenção para não errar de novo". Dessa forma, você não estará apontando o dedo para si mesma, acolherá o seu erro e logo mudará o foco para os seus acertos e seguir. Então, sempre direcione o seu cérebro ao acolhimento, não negue o erro, pense no que aconteceu e o porquê sem delegar a culpa para ninguém. 

 

Por isso, para confiarmos mais em nós, para acreditar que somos capazes de fazer uma aula perfeita, de se apresentar, devemos seguir essas três dicas. Crie um amuleto para lembrar das coisas mais difíceis que já fez, valorize e comemore com os seus acertos e realmente acolha os seus erros falando com você da mesma maneira que falaria com uma criança. A partir disso, teremos ferramentas para lidar com qualquer coisa que possa acontecer, você não irá mais se esconder durante a aula, se sentir insegura, enfim, ter essas ferramentas torna muito mais fácil lidar com as situações.

 

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "Roupas para aula de Ballet Adulto" clicando na imagem.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags