Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Figurinos na dança - Verdades e Mentiras

 

O mundo dos figurinos envolve muitas questões, verdades e mentiras que podem e devem ser esclarecidas, e neste artigo é sobre isso que vamos falar.

 

A primeira questão é sobre ser injusto a bailarina não ter o direito de escolher como quer o figurino, já que ela está pagando e, MISERICÓRDIA! Isso jamais poderia acontecer. Imagine como seria se cada um pudesse escolher o seu próprio figurino, o que ia virar? Sim, seria um carnaval! Então deixe para ter o direito de escolha em festas à fantasia, afinal, não é porque você pagou que pode escolher qual figurino quer que a sua turma use.

 

Montar um espetáculo no qual as coreografias têm relação uma com a outra para assim, contar uma história, é um processo que dá muita dor de cabeça, pois tem que pensar o que cada turma vai ser, como vai ser o figurino de cada uma delas e em qual momento que cada turma vai entrar para que a história como um todo tenha sentido, e se você quiser escolher o seu figurino só irá tumultuar mais tudo isso. Então, confie no processo. Talvez você diga que deveria ter o direito de escolher, pois está olhando para o figurino do lado, porque como diz o ditado "a grama do vizinho é sempre mais verde", por isso tome muito cuidado. O figurino realmente faz parte do espetáculo como um todo que é algo, sem dúvida nenhuma, muito maior. 

 

A segunda afirmação recebida foi "o figurino deve ser entregue com antecedência", e isso é uma verdade! Infelizmente entregar os figurinos em cima da hora é um pecado que muitas escolas acabam cometendo, é um problema que deve ser considerado e pensado sobre, pois quando isso acontece as bailarinas passam por um perrengue. Nesse assunto tudo é uma questão de organização, pois se a escola se organizar antecipadamente para um espetáculo, é possível confirmar a presença dos alunos com antecedência também e além disso, consegue desenvolver com a equipe de costureiras, figurinistas, enfim, um prazo com 10 dias, 1 semana de antecedência do espetáculo, porque quando o figurino chega no dia da apresentação é um horror para o costureira, pois ela não sabe se vai dar tudo certo, é um terror para o dono da escola que não sabe se vai ter todos os figurinos para o espetáculo e também é um horror para o bailarino, porque ele nunca colocou a roupa e não sabe se vai sentir bem e conseguir fazer todos os passos, enfim, acaba gerando uma zona de insegurança e de tensão em um momento que é totalmente desnecessário. O espetáculo já gera uma tensão natural por si só, então pra quê deixar para entregar o figurino no dia, ou dois dias antes? Entregar antes possibilita que o aluno prove e dá tempo de fazer algum ajuste, se necessário. 

 

Caso tenha medo de entregar o figurino para crianças muito antes, pois o aluno pode sujar, etc, tente entregar um pouco mais perto do prazo, mas não no dia, porque isso é um crime contra o seu espetáculo, então não faça isso, é realmente uma questão de organização. 

 

 

A próxima afirmação é "figurino não pode ser emprestado", o que é uma mentira, pois ele pode sim, tanto como pedir emprestado, quanto emprestar para uma outra pessoa, caso você não for usar, e isso é bem comum. Às vezes existem alguns incômodos com bailarinos sobre emprestar figurinos, mas a grande verdade é que esse dilema muito tem a ver com quem pediu emprestado, porque têm algumas pessoas que não tem a menor noção de quanto é um figurino, de como ele deve ser guardado, quais os cuidados que se deve ter para que ele dure mais tempo, enfim. Assim, quando essas pessoas pegam emprestado e acabam não tomando o devido cuidado com o figurino, acabam criando problemas, e não é por mal. Entretanto, figurino se empresta sim, mas é importante difundir cada vez mais que é preciso tomar cuidado com o que é do outro, e isso falta muito, professores de escola devem alertar os alunos que se deve ter mais cuidado ainda com o figurino do outro, pois só assim se mostra para quem emprestou que ele pode ter confiança nisso. Então, não traumatize quem te emprestou figurino.

 

"Figurino tem que ser reaproveitado" e isso é mentira, não é porque o figurino custou 5 mil reais que você tem que reaproveitá-lo. Figurinos são feitos dentro de uma proposta coreográfica, então não tem como fazer o inverso e montar uma coreografia com base nele. O pior ainda é tentar reaproveitar o figurino, rasgar, enfim, para um outro contexto sem levar em conta que entraram outros alunos que não tem esse figurino para poder usar. Por isso, essa questão não é tão simples quanto parece, não é má vontade da escola ou do professor. Quando isso acontece é muito difícil, pois raramente o figurino que já foi usado casa com a nova proposta coreográfica. Isso significa que não é impossível, mas quando der, pode fazer sim, porém não é uma exigência, então não sofra por isso. Utilize esses figurinos para festas à fantasia, carnaval etc., não precisa obrigar a escola a montar coreografias para que você possa reutilizá-los.

 

Bom, essas foram as verdades e mentiras sobre figurinos na dança com o objetivo de fazer você enxergar as coisas um pouquinho diferentes, de um outro ângulo!

 

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "Roupas para aula de Ballet Adulto" clicando na imagem.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags