Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Desapego: Figurinos no Ballet

 

Desapego no Ballet, é possível? Bom, na verdade é um assunto que rende muito, mas infelizmente é comum vermos bailarinas dizendo que sentem ciúmes dos figurinos e por isso não consegue emprestar. Sempre existem aqueles figurinos que são xodós e pensamos mil vezes antes de emprestar, mesmo que não tenha um motivo especial, e é aí que entra a questão do desapego.

 

Precisamos parar para pensar que quando temos um motivo real para ter apego naquilo, é compreensível, mas generalizar esse apego não é tão saudável, porque vão existir pessoas que realmente irão precisar de algum figurino. Por exemplo, se você faz parte de um grupo ou companhia e sai dela, levando o seu figurino e pode entrar outra pessoa que vá ficar no seu lugar e precisará do seu figurino, e nesse momento você pode sentir aquela dorzinha no peito ao pensar "poxa, eu precisei parar, mas o grupo continua, a escola continua, enfim, tudo continua mesmo eu tendo saído", e isso não é uma questão de raiva e sim de dor, por conta disso você acaba se afastando daquele convívio social, porque já não tem mais a atividade em comum, o Ballet. Por causa de tudo isso, quando alguém vai te pedir o figurino emprestado, você logo responde "não sei nem onde está" e isso é compreensível, porém precisa ser trabalhado, o desapego é necessário, porque quanto mais tentarmos nos proteger dessa dor de emprestar, mais nos apegamos à dor.

Então, não pense no desapego do figurino e sim em desapego da dor, da dor de ter parado, de não estar mais com aquele grupo, de não estar mais naquela escola, porque assim a tendência é as coisas ficarem mais leves e com o tempo você passará a ver as coisas com um pouco mais de clareza, e entender que tudo tem um ciclo. Desapegue do que já passou, desapegue do físico que você tinha aos 15 anos de idade, do Pas de Deux que você dançou por 10, 20 anos seguidos e que hoje você vê outra menina dançando e dá uma torcidinha de nariz, enfim, coisas que mexem com o ego e doem. Sendo assim, toda vez que você se ver em uma situação em que você não gosta de algo, do tipo de "não estou gostando daquele pas de deux", avalie o porquê, se realmente você não está gostando por motivos reais, levando em conta critérios palpáveis ou se é só uma dor que está no fundo e que você precisa desapegar. Pense nisso.

 

Lembre-se sempre de que para a gente receber algo, precisamos estar com as mãos livres, ou seja, se ficarmos segurando coisas que já passaram, que não é mais o momento, não conseguiremos receber coisas novas. Não fique segurando aquele grupo que você já não faz mais parte, aquele figurino que você não vai mais usar, aquela escola que você já não está mais, enfim, tente desapegar para que você possa receber as coisas novas que com certeza esse mundo do Ballet tem pra oferecer, e isso não significa fechar as portas, não tem nada a ver com isso.

 

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "As sete Etapas da Bailarina Adulta" clicando na imagem.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags