Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

Pas de Deux - Verdades e Mentiras

 

É comum surgirem dúvidas sobre Pas de Deux, um assunto que envolve muitas crenças e mitos, e é por isso que este artigo vai tratar sobre as verdades e mentiras desse assunto.

 

A primeira dúvida é “independente da modalidade de dança, se está dançando um homem e uma mulher, pode ser considerado um Pas de Deux?” e não, a verdade é que isso pode ser um duo, pois o Pas de Deux só entra quando o assunto é Ballet, e ele sempre está dentro de um Ballet de repertório que são aqueles que foram criados há muitos anos atrás. Quando dança um homem e uma mulher na modalidade de jazz por exemplo, é considerado um duo e se vai para a competição um homem e uma mulher dançando juntos, você pode competir com dois homens dançando juntos ou duas mulheres, pois tudo é considerado um duo. Pas de Deux só leva esse nome quando se trata de Ballet de repertório.

 

“Pas de Deux pode ser dois homens ou duas mulheres?”, a resposta é não. Dois homens ou duas mulheres dançando juntas é um duo, um homem e uma mulher dançando Ballet de repertório juntos é um Pas de Deux, e se não for Ballet de repertório é um duo também. Na verdade, o Ballet de repertório vem de muitos anos atrás, de séculos, e naquela época o natural era dançar um homem e uma mulher. Já hoje em dia, que os tempos mudaram e podem dançar dois homens ou duas mulheres juntas sem problema nenhum, criaram-se os duos, mas o Ballet de repertório continua permitindo apenas um homem e uma mulher. Então, se você ver um homem e uma mulher no palco, pesquise se é um Ballet de repertório, se for é um Pas de Deux, se não, se for uma coreografia criada por um coreógrafo X, é um duo.

 

A próxima afirmação “no Pas de Deux o homem só carrega” é mentira, pois ele dança muito! Nós ficamos com essa impressão, com esse mito de que o homem não dança, porque toda atenção está na menina, tanto que ela está sempre à frente dele e nunca atrás, o homem sempre está de frente para ela, se ela vai passar por trás dele, ele sempre está olhando para ela. Então, acontece que toda a atenção está focada na menina, até porque é ela que está com o tutu, com a coroa, com a ponta, enfim, o homem sempre está de meia ponta, de malha, com uma roupa mais discreta se comparada à da bailarina. Além disso, ela tem muitos passos que precisam do suporte dele, por isso parece que ela dança mais, parece que só ela faz perna alta, gira, etc, e no momento de um porté, considerando que o homem geralmente é mais forte do que uma mulher, ele que vai levantá-la. Por isso, tem-se a impressão de que o homem não faz nada no Pas de Deux e nem dança, mas a questão é você observar.

 

 

Um Gran Pas de Deux é quando dança um homem e uma mulher juntos, depois dança o homem sozinho, depois a mulher e depois voltam a dançar os dois juntos, que é a coda. Nesse momento, se você observar tudo, inicialmente parecerá que a menina dança mais que ele, mas ele está ali o tempo todo e se ele tá girando a menina, também é considerado dança, ou seja, ele também está dançando o tempo todo. Depois, quando o bailarino entrar para dançar sozinho, dê uma olhada na variação dele, pois é exatamente nesse momento que dá para avaliar ele, pois ele está sozinho e ali ele pode mostrar todo o potencial dele. Após isso, quando a menina entrar, veja a variação dela, que normalmente é um pouco mais relativa do que do menino, justamente porque depois ela vai finalizar a coda, muitas vezes com fouetté ou com uma diagonal que tem um nível técnico de exigência muito grande. Portando, avalie o Pas de Deux como um todo, pegue o Gran Pas de Deux para avaliar melhor, mas mesmo se der para ver só Pas de Deux, pare olhar um pouco para a menina e veja o menino também, que está dançando.

 

“Só pode dançar Pas de Deux até os 18 anos” é uma mentira, não existe isso! Há algumas competições que infelizmente só aceitam repertório até uma determinada idade, porque normalmente são competições focadas em encontrar talentos para levar para escolas no exterior. Porém não há uma regra mundial que diz que para dançar Pas de Deux você precisa ser novinha, ou seja, se você tiver 50 anos, você pode dançar sim, só precisa de um nível técnico para isso, porque no Ballet de repertório nós não podemos ficar mudando as coisas, isto é, se tem três pirouettes, você não consegue fazer e pensa em colocar um releve passé, não pode. Isso não é bem visto pelo mundo artístico, pelo Ballet mesmo, pois nós tentamos preservar ao máximo tudo aquilo que foi criado e que é considerado repertório hoje em dia.

 

Portanto, existem coisas que não podem ser modificadas. Quando você vai para uma competição com uma adaptação, o júri fica atento para ver que tipo de adaptação foi feita e se ela é aceitável, pois se o júri detecta que ela foi feita porque o bailarino ou bailarina não tinha condições técnicas o suficiente para executar o que a coreografia pedia, ele simplesmente dará uma nota ruim. O grande barato de dançar Pas de Deux, Ballet de repertório em geral, é você conseguir fazer muito mais do que é proposto ali. Então, a modificação pode ser feita sim, desde que tenha o intuito de dificultar sem perder a música, e isso não tem nada a ver com a idade, tem a ver com o nível técnico que a bailarina tem.

 

Por fim, essas foram as verdades e mentiras sobre Pas de Deux para que suas dúvidas fossem sanadas e para que você pudesse quebrar alguns tabus na sua mente e reafirmar verdades!

 

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "As sete Etapas da Bailarina Adulta" clicando na imagem.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Destacados

Quando usar braços na aula de Ballet Adulto?

15.03.2019

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags