• Mari - Ballet OnLine

Correções durante a aula de Ballet



Neste artigo será discutido sobre o fato de algumas pessoas reclamarem que os professores não as corrigem. Muitas coisas podem estar acontecendo e por isso, você poderá ler para entender um pouco sobre e refletir se alguma das hipóteses levantadas pode estar acontecendo com você.


A primeira coisa que pode acontecer é seu professor realmente não ter o que corrigir e pode ser por dois motivos: ou você está executando o que está sendo proposto dentro das suas capacidades e nesse caso precisamos levar em conta que o professor é aquela pessoa que mais conhece sobre as suas capacidades e limites, até mais do que você mesmo, pois ele o observa o tempo todo (afinal essa é a verdadeira função de um professor, pois ensinar o passo a passo é a parte mais fácil) ou pode ser que ele ainda não te conheça o bastante a ponto de entender qual é a sua capacidade e o seu limite, então ele não consegue exigir algumas coisas de você, sendo assim ele precisa de um tempo a mais para conseguir observar e entender isso para poder exigir o tanto que você realmente pode desenvolver, porque não adianta o professor exigir de um aluno algo que vá além do limite dele, pois ele não irá conseguir executar e isso no colocará para baixo, ele vai se frustrar e pode acabar até desistindo do Ballet, dizendo que isso não é pra ele. Então o professor precisa ponderar muito bem essa exigência com o aluno.

Caso esteja acontecendo essa primeira coisa com você, só continue dando o seu máximo, mostre para o professor qual é o seu limite, não tenha medo de tentar, pense que se cair, do chão não passa.


A segunda dica está ligada ao fato de que toda bailarina passa por um processo de aprendizagem, pois ao fazer um simples tendu, precisa pensar em muitas coisas ao mesmo tempo e o nosso corpo vai entendendo isso conforme nós repetimos o movimento, ou seja, com o tempo ele vai ganhando mais informações. Sendo assim, o professor não pode encher o aluno de correções logo “de cara”, exigindo que ele pense em tudo, pois no fim das contas ele não vai saber onde colocar a sua atenção, pois recebeu muita informação e não conseguirá processar tudo de uma vez. Então, o nosso corpo precisa passar por um processo de aprendizagem, ele precisa de tempo para assimilar as informações e por mais que o professor enxergue um grande potencial no aluno, precisa esperar pelo processo e não jogar todas as correções de uma só vez. Por isso, confie no processo, tenha calma e vá acatando as correções que o seu professor faz aos poucos, por partes.


Apesar disso tudo poder estar acontecendo, existe uma coisa que faz com que qualquer professor não corrija o seu aluno propositalmente que é quando ele faz a correção, o aluno responde “aham” e continua cometendo o mesmo erro, o professor corrige mais algumas vezes e chega uma hora ele responde “não, mas eu me sinto melhor assim”, pronto, o professor não vai corrigir mais, pois o aluno simplesmente não quer escutar. Portanto, se você está percebendo que o seu professor não está te corrigindo, pare e pense um pouquinho sobre como é que você tem recebido as correções dadas anteriormente, pense se você está dando ouvidos ao que ele diz, pois professores querem corrigir alunos que querem aprender e não aqueles que acham que já sabem tudo.


Existem muitas bailarinas que simplesmente reagem com “aham” durante as correções por vergonha de tentar fazer e errar, porém o professor só vai desafiar mais, dar mais correções quando você realmente acatar as que ele já deu, se interessar por aprender como é que faz. Por esse motivo, vença a timidez, pois você ficará cada vez melhor! Caso você não queira se expor na frente de todo mundo, chegue no final da aula no professor, comente sobre a correção que ele fez, mostre interesse, com certeza ele vai te dar atenção e nas próximas aulas dará ainda mais correções.



A próxima dica é sobre o seu posicionamento na barra, porque muitas vezes, quando a sala é cheia, com 15 alunos, por exemplo, o professor não consegue enxergar todo mundo. Esteja sempre no ângulo de visão dele. Geralmente, as primeiras pessoas que professores batem o olho é quem está na ponta, pois essa não tem de quem copiar, então ele verificará se decorou a sequência, pois essa é a pessoa corajosa. Depois disso, ele bate o olho em quem tem erros mais grotescos, pois o objetivo dele é deixar todo mundo o mais homogêneo possível, ou seja, no mesmo nível e para isso ele precisa estar atento aos erros mais grotescos, em quem destoa mais, pois assim ele consegue corrigir e fazer com que a bailarina entre no padrão da sala. Assim, ele vai afinando os passos de cada um para que o espaço cada vez melhor e se você é alguém que não está recebendo correções, pode ser que seja porque você está ali no patamar mediano, no mesmo nível que a maioria da sala, mantendo o padrão.


Entenda que o professor tem tendência a corrigir quem ele vê muita capacidade, principalmente em uma sala cheia, então se ele está pegando no seu pé, é porque está enxergando capacidade em ti, é um bom sinal. Se você realmente está li mantendo a média do resto da sala, está tudo bem também, aos poucos ele vai começar a exigir mais perfeição no movimento, mas no momento ele não está tão errado quanto o de outras pessoas, por isso ele não corrige.


Quando você se sentir incomodado com atitudes do professor quanto à correções, converse com ele, seja honesto, pergunte o que está acontecendo. Isso não significa que você tem que dizer a forma que ele tem que trabalhar, mas abra o jogo, diga como você se sente, pois às vezes ele não está sendo grosseiro de propósito, as preocupações do dia a dia dele podem estar interferindo e ele nem está percebendo. Depois dessa conversa, se as coisas melhorarem, ok, se não, existem milhares de escolas por aí, vá conhecer outros trabalhos. O que não dá para acontecer é ficar o tempo todo se mutilando dentro de uma sala de aula até chegar ao ponto de desistir do Ballet. Portanto, tome cuidado com isso, pois é um dos grandes motivos que pode nos desmotivar!


Bom, esse assunto sobre o professor não corrigir pode ter muitas variáveis, às vezes o professor pode até não querer te expor ali no meio de todo mundo e te chame no fim da aula. Enfim, pense sobre tudo o que foi colocado neste artigo, quem sabe você não entenda o porquê de não estar recebendo correções. E não se esqueça, se for necessário, realmente converse com o seu professor.


Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "As sete Etapas da Bailarina Adulta" clicando na imagem.

0 visualização

Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"