• Mari - Ballet OnLine

O impacto das pequenas correções no Ballet

Atualizado: Jun 26



Ás vezes ficamos muito preocupadas em corrigir grandes coisas, mas a verdade é que as pequenas correções é que fazem grande diferença. Isto é, nosso sucesso como bailarina mora nos detalhes e é disso que vamos falar nesse artigo.


As grandes correções são aquelas aplicadas em passos específicos, no momento da execução deles. Já as pequenas correções são aquelas que aplicamos na nossa postura e nos exercícios de base, ou seja, são coisas simples, como por exemplo (começando de baixo para cima): esticar os pés, corrigir o alinhamento dele; esticar o joelho da maneira correta, sem empurrar ele para trás; o encaixe do quadril que é o "xixi" (pelve) para frente; crescer o tronco para que ele não pese nas pernas e atrapalhe a mobilidade delas, além de sempre manter as costelas fechadas, ombros pressionados para baixo, etc; alinhamento de pescoço também é uma pequena correção, subindo o queixo para que assim a cervical fique alinhada também e você não caia, ou seja, não é apenas por uma questão estética e por fim, os braços bem posicionados, mantendo os cotovelos sempre armados, porque além de ficar esteticamente mais bonito, também acontece a ativação das musculaturas que contribui para que suas costas não vá para frente ou para trás.


Para corrigir todas essas pequenas coisas, é necessário prestar atenção na sensação corporal, estudar essa consciência e a autocorreção para que a partir desses detalhes corrigidos, os passos mais complexos sejam executados de uma melhor maneira.


Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "Ballet Adulto: por onde começar" clicando na imagem.

40 visualizações

Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

  • Canal YouTube
  • Spotify
  • Instagram
  • FanPage