• Mari - Ballet OnLine

O que fazer quando não acreditam no seu sonho



O que fazer quando não acreditam no seu sonho? É sobre isso que falaremos nesse artigo!


Primeiramente tenha em mente que o sonho é seu e de mais ninguém, quem precisa acreditar nele é você, mas é preciso de combustível para correr atrás dos nossos sonhos e é onde acabamos compartilhando, principalmente, com as pessoas que estão mais próximas, como família e amigos. Porém, os feedbacks que recebemos dos mesmos, nem sempre são aquilo que gostaríamos de ouvir ou o que precisávamos ouvir.


Esses feedbacks podem ser dados por três tipos de perfis:


Empoderador: É importante ter pessoas a nossa volta que nos digam que conseguimos realizar aquilo que desejamos e que nos levem para frente, mas precisamos tomar cuidado para não criar dependência do feedback de pessoas empoderadoras. Eu não posso criar dependência de sempre precisar de alguém falando pra mim que "eu consigo alguma coisa", para conseguir colocar tomar uma atitude, pois o dia que eu não tiver essa pessoa, não irei me mover, vou paralisar.


Analítica: Ela vai "jogar pontos" para que você analise e se questione se aquele sonho é viável mesmo e isso é muito importante, mas cuidado, isto pode te levar a desistir, por pesar os lados e parecer um grande obstáculo. Tomar essa atitude sem ter tentado, vai te fazer carregar o peso da desistência para o resto da vida. Então tente bailarina! Se o seu sonho é tão forte a ponto de você saber que vale a pena, tenha coragem e tente.


Desmotivadoras: Aquelas que afirmam que o seu sonho é impossível, que você não irá conseguir. Tenha em mente que muitas vezes esse tipo de perfil, pode te dizer isso porque se preocupa com você, pois não quer te ver frustrada. Então compreenda o lado dela mas não deixe que isso te influencie e te faça parar, entenda que ela não é melhor pessoa para que você compartilhe seus sonhos.


Compreender os tipos de feedbacks que eu estou recebendo, se são motivadores ou não, é o grande primeiro passo para conseguir saber lidar com isso.


Depois é preciso ter clareza do seu sonho, daquilo que você realmente quer. Para ter essa clareza, escreva em um papel as respostas para as seguintes perguntas: Qual é o seu sonho com o ballet? Por que você quer realizá-lo? E por último, esse sonho é palpável e possível para você, dentro da sua realidade?


"Mas o que eu faço com essas respostas, Mari?"

Você irá precisar criar um plano de ação, pontuar e descrever quais são os passos que precisam ser feitos para realizar esse sonho. Crie metas mensuráveis para que você consiga visualizar se o seu objetivo está sendo alcançado.


Após isso avalie periodicamente o resultado dessas metas. Muitas bailarinas adultas paralisam e desistem nesse ponto, pois se sentem frustradas com esses resultados e com feedback que recebem quando vão desabafar sobre isso. Bailarina não faça isso, não desista! Se pergunte o que faltou ser feito, o que você fez que deu certo e redefina suas metas, tome uma atitude, mude seu plano de ação.


Por fim, pegue aqueles resultados que parecem tão pequenos e potencialize eles, isso vai te dar energia para fazer mais. As pessoas a sua voltam podem até não conseguir visualizar suas conquistas, mas elas irão ver o quanto você se empenha por isso, visualizaram seu sonho com outros olhos e conseguirão dar a motivação necessária.


Portanto bailarina, tenha em mente que a maioria dos sonhos são loucuras até que você faça! Tente, lute por seu sonho e não desista!


Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "As sete Etapas da Bailarina Adulta" clicando na imagem.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo