• Mari - Ballet OnLine

Sapatilha de Ponta



Neste artigo falaremos sobre sapatilhas de ponta, respondendo perguntas de pessoas que nunca subiram em uma, começando pela dúvida "usar sapatilha de ponta dói?" e a resposta é que no começo sim, dói bastante, porque é como se fosse um sapato muito apertado que pressiona os dedos, no sentido de descarregar o seu peso nas pontas dos pés, mas existem fatores que podem aliviar isso, como a ponteira, o modelo ideal para os pés da bailarina, etc e com o tempo, a dor ameniza, porque a aluna vai se adaptando e nem se preocupa tanto com a dor no momento em que está dançando.


Uma pergunta que sempre surge é se o pé da bailarina vai ficar feio e na verdade, vão surgir apenas mais calos, podem surgir joanetes, bolhas, enfim e a questão é que nem todas as bailarinas terão isso. É importante proteger com esparadrapos as regiões em que se sabe que incomodam quando se coloca a ponta, mas o uso da sapatilha não irá deformar os pés.


Outro ponto que é necessário entender é que o formato dos pés das bailarinas não interferem na dificuldade que ela terá para subir na ponta e sim se ela tem força na meia ponta, se ela tem técnica o suficiente, etc.


"O que significa quebrar as sapatilhas de ponta?" é uma dúvida que surge com frequência também e quebrar a ponta não é no sentido literal, apenas significa entortar o solado da sapatilha para que ela fique no formato do pé. Para bailarinas iniciantes a melhor maneira é próprio professor ajudar a quebrar, mas para bailarinas avançadas é mais interessante a sapatilha ir "quebrando" conforme ela for usando, pois os pés já são considerados mais fortes e se o professor quebrar, a sapatilha durará menos, pois para algumas pessoas, quanto mais a ela estiver dessa maneira, mais difícil fica a sustentação nas pontas.


Sobre a troca de sapatilha de ponta, vai depender da sapatilha, do pé da bailarina, do tempo que ela usa a sapatilha por semana, se ela utiliza muito breu, enfim. Pode durar 1 mês, assim como pode durar 1, 2 anos.


Quando a bailarina começa a fazer aulas de ponta, é necessário entender que não há previsão para ela se apresentar nas sapatilhas de ponta. A aluna pode passar 1 ano a 1 ano e meio sem dançar nas pontas, isso para crianças, pois com adultas é necessário ter um pouco mais de pressa, pois sabemos que elas podem desistir a qualquer momento.


Agora, comentando um pouco sobre pontos positivos e negativos sobre sapatilhas de ponta, começando pelos negativos: é mais caro; dói, mas não é para ser algo insuportável e a execução dos passos fica mais difícil sim (isso pode ser um ponto positivo para quem gosta de desafios); Os pontos positivos: é um desafio (para quem gosta) e a possibilidade de dançar os Ballet de repertório, abre um outro mundo bem diferente da meia ponta.


Bom, essas foram as respostas para algumas dúvidas que sempre surgem sobre sapatilhas de ponta. Lembre-se que começar a fazer aulas de ponta, não significa que não se deve mais fazer aula de meia ponta, pelo contrário. Este foi o artigo para te mostrar um pouco sobre esse mundo. Então, se você gosta de desafios, a sapatilha de pontas é uma ótima oportunidade para você!


Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "Zere a Abertura com apenas 5 minutos por dia" clicando na imagem.

7 visualizações

Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"