Ballet OnLine ® - 2017 - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Receba aulas gratuitas se cadastrando no botão "Lista Vip Gratuita"

  • Mari - Ballet OnLine

Faculdade de Dança ou de Fisioterapia?


Este artigo trará a resposta para uma dúvida que muitas bailarinas têm quanto à sua carreira, sua formação. Tal dúvida aparece no momento da escolha do curso na faculdade, que é "dança ou fisioterapia?". A resposta que você encontrará aqui é uma opinião totalmente pessoal, a maneira como eu, Mari, vejo as coisas e sobre como penso, ou seja, não é uma verdade absoluta, então consulte outras fontes. Por ser formada em fisioterapia, não é possível informar o que realmente acontece em uma faculdade de dança, apesar de ter frequentado uma universidade que possui o curso. Sendo assim, é impossível "bater o martelo" sobre qual é o curso preferido, considerando que fiz apenas fisioterapia.

Ao falar em faculdade de dança o principal ponto a se pensar é sobre quais as possibilidades que essa formação traz no mercado de trabalho, por exemplo abrir uma escola de dança, dirigir algum projeto, dar aulas, ter DRT e ganhar como bailarina, desenvolver pesquisas relacionadas à dança, enfim. Por outro lado, com a faculdade de fisioterapia você será uma fisioterapeuta com a possibilidade de trabalhar com ortopedia em uma clínica, com fisiorespiratória em um hospital, com reabilitação cardiovascular em um centro de reabilitação, com neurologia adulto, infantil, com estética, com dermatofuncional, em diversas áreas, ou seja, coisas totalmente diferentes considerando que a fisioterapia abre um leque gigantesco. Apesar de estar citando todas essas possibilidades sobre a fisioterapia, pois é a minha formação, tenho certeza que a faculdade de dança também tem um leque gigantesco, porém como não é esse curso que fiz, não consigo citar muitos, ou se não, todos eles, afinal, não tenho conhecimento sobre. Por isso, vale a pena perguntar para alguém que fez a faculdade de dança sobre quais são as opções de trabalho que ela tem depois de concluir a faculdade.

A partir do momento que temos conhecimento dessas duas profissões, já podemos escolher uma delas, com base no que gostaríamos de trabalhar. Porém, pode surgir a questão "quero continuar na dança. Qual dos dois cursos eu faço?" e é aí que entra a análise sobre o que a faculdade de dança vai agregar no que você quer continuar fazendo, que pode ser, por exemplo, continuar a dar aulas, ou começar ou abrir uma escola de dança e se a faculdade de dança vai te ajudar porque você quer ter uma visão da história da dança, se quer uma visão da dança no mundo atual, se quer saber mais sobre as pesquisas, enfim. Já a fisioterapia em relação à dança, vai te dar um embasamento absurdo de biomecânica, anatomia, fisiologia, cinesiologia e depois ela vai te dar um embasamento absurdo de reabilitação e prevenção de lesões.

Dessa maneira, quando comparamos fisioterapia e dança, a dança vai te dar o que está acontecendo no mundo da dança, e a fisioterapia vai te dar um olhar com o corpo humano. Caso conseguir fazer as duas, é perfeito! Mas se tiver que escolher entre elas, terá que analisar qual das duas irá agregar mais conforme o seu objetivo no futuro. Por exemplo, se você quer se tornar uma professora que super domina a arte e a técnica de ensinar, faça fisioterapia (opinião pessoal), pq é nesse curso que você irá entender o corpo humano, que é a sua ferramenta de trabalho. Agora, se você quer ser uma coreografia fantástica, faça faculdade de dança, pois a fisioterapia não te dará isso, e sim como trabalhar com o ser humano, já a de dança dará uma visão sobre ela.

Este assunto é muito delicado, que caso eu tivesse feito as duas faculdades, seria muito mais fácil opinar, porém vejo que a fisioterapia trouxe uma outra visão sobre o que é ensinar e fazer Ballet, sobre o que é ter um corpo preparado para ele.

E a outra questão é que no Brasil, infelizmente, a dança não é valorizada como deveria, e um professor ganha muito mal. Porém, por outro lado, a fisioterapia também não está dando um bom retorno financeiro, pois estuda-se muito para ganhar pouco, mas quando você compara um professor básico de dança com um fisioterapeuta básico, que fez a pós-graduação, o salário do fisioterapeuta provavelmente será maior. Dessa maneira, ao pensar no futuro, pese o retorno financeiro que você espera, qual está mais próximo da sua meta, além de levar em consideração o leque de possibilidades.

Ainda pode surgir a dúvida sobre o DRT, se uma pessoa formada em fisioterapia pode tirar para poder dar aulas. Bom, para conseguí-lo você precisa fazer faculdade de dança, ou educação física ou precisa prestar uma prova do sindicato da dança do estado de São Paulo, que é o que a maioria dos bailarinos fazem. No site deles, tem todas as informações sobre, e a prova não é complicada, basta saber dançar e comprovar que você fez cursos etc., e assim já se torna possível dar aulas, porém é interessante procurar por cursos de capacitação para professores e assim entrará em outro universo, que trará a visão de professor, que é totalmente diferente da visão bailarina.

Para finalizar, entenda que nenhuma dessas opções é definitiva (lembrando também que tem a educação física, que não falamos neste artigo, porém procure saber sobre o leque de profissões que ela oferece), você pode chegar no meio da faculdade de dança e mudar de faculdade, pois não era o que você queria, assim como você também pode terminar a faculdade e fazer outra, fazer fisioterapia, educação física, enfim. E isso porque hoje às universidades estão muito mais acessíveis e todo o nosso investimento em conhecimento é muito válido, afinal, podemos perder tudo nessa vida, mas o conhecimento que temos, ninguém tira!

Baixe agora mesmo o Ebook gratuito "As sete Etapas da Bailarina Adulta" clicando na imagem.

#profissãodança

15 visualizações